A Seca de Jane Harper


No calor sufocante do deserto, uma pequena vila é abalada por um crime inexplicável. Luke Hadler, filho da terra e amado por todos, matou brutalmente a mulher e o filho, tendo-se suicidado em seguida. Dos alegres retratos de família apenas sobreviveu a pequena Charlotte, de 13 meses.
Ninguém parece duvidar da explicação oficial para o crime exceto os pais de Luke, que tentam convencer o amigo de infância do filho, Aaron Falk, a manter a mente aberta a outras possibilidades. 

Aaron está relutante. Após anos de ausência, o regresso à terra natal está a revelar-se duro mas as memórias da infância partilhada com Luke falam mais alto. Embora dividido, ele aprofunda a investigação e, pouco a pouco, começa também a duvidar da acusação que paira sobre a honra do amigo. Mas há algo ainda mais assustador: estas mortes ameaçam desenterrar o velho segredo que ditou o fim da inocência de Aaron e Luke tantos anos antes. Sob um sol escaldante, a claustrofóbica vila assolada pela seca pulsa de tensão. Se Luke é inocente, estará o culpado pela morte da sua família a viver entre eles? Todos se conhecem e ninguém seria capaz de semelhante atrocidade. Certo?

PORQUE É QUE GOSTEI DESTE LIVRO?

Gosto de ler policiais mas é difícil sentir-me arrebatada por algum. Isto porque, hoje em dia, é difícil encontrar uma história que não se deixe levar por clichês ou desfechos óbvios e cheios de detalhes macabros mas descontextualizados.

Isso não acontece com A Seca de Jane Harper. A história está muitíssimo bem escrita e as personagens são tratadas com uma profundidade incomum em romances policiais. O nosso protagonista Aaron Falk não é isento de falhas de carácter o que foi algoque eu achei muito interessante. Por outro lado, adorei que o cenários dos factos fosse uma pequena comunidade desértica na Australia. 

O livro é pautado por um denso mistério que se vai desvendando ao longo das páginas como um puzzle. É livro para ser devorado em poucos dias e, para quem gosta de séries literárias, o mesmo teve já direito à “sequela” Force of Nature. 

“No-one tells you this is how it’s going to be, do they? Oh yes, they’re all so sorry for your loss, all so keen to pop round and get the gossip when it happens, but no-one mentions having to go through your dead son’s drawers and return their library books, do they? No-one tells you how to cope with that.” 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *