Livros Não Ficção Opinião

Chernobyl – History of a Tragedy de Serhii Plokhy

  • Editora: Penguin Random House
  • Páginas: 349
  • Ano da Primeira Publicação: 2018
  • Género: Não Ficção

Serhii Plokhy é um historiador ucraniano-americano especializado na História Ucraniana, cadeia que leciona na Universidade de Harvard. No contexto dos seus estudos, Serhii investigou, com grande profundidade, o acidente nuclear de Chernobyl que, na sua ótica, acabou por ditar o fim da União Soviética. Chernobyl – History of a Tragedy é o resultado poderoso dessa investigação apresentando, com detalhe, os eventos ocorridos entre abril de 1986 e abril de 2016, data em que se celebrou o decurso de 30 anos desde o acidente. 

Chernobyl – History of a Tragedy conta, de forma comovente e rigorosa, o que aconteceu antes, durante e depois de Chernobyl. O objetivo do Autor era simples: mostrar e explicar o que o governo soviético tentou, durante anos, esconder. “It was on my trip to Prypiat that I decided I had to tell the saga of Chernobyl: it would be for the sake of those who were not around at the time but who wanted to know and understand what had happened on that fateful night of April 26, 1986, and in the days, months, and years that followed.”

Terminada a leitura, posso afiançar que o objetivo foi cumprido. Utilizando linguagem simples e clara, Plokhy domina a arte de bem explicar – fruto talvez da sua atividade académica – abordando não só os aspetos mais técnicos que estiveram na origem do acidente mas igualmente as suas consequências sociais e políticas. “The explosion at the Chernobyl nuclear plant had challenged and changed the old Soviet order. The ploy of glasnost, or openness, which gave the media and citizens the right to discuss political and social problems and criticize the authorities had its origin in the post-Chernobyl days.” A informação é dada ao leitor através de uma escrita fluída e assertiva que não se perde em detalhes ou devaneios políticos. A certa altura, o leitor vai sentir que está numa obra de ficção muito bem escrita. Infelizmente, tal não corresponderá à verdade e logo na página seguinte, a menção a Gorbachev o acordará para um passado bem real e trágico.

Para além de Chernobyl, Plokhy escreveu o livro The Last Empire: The Final Days of the Soviet Union, vencedor do prestigiado prémio Pushkin House, em 2015. A par do interesse académico, o Autor está pessoalmente envolvido com a história de Chernobyl. Os seus pais eram ucranianos, tendo o próprio sido criado em Zaporizhia, cidade ucraniana localizada a 500 quilómetros de Prypiat e um antigo colega de Plokhy, dos tempos da universidade, foi um dos polícias chamados depois do desastre tendo ficado gravemente doente em sequência da radioatividade.

Sem esconder a sua íntima relação com Chernobyl, o Autor é especialmente crítico da atuação da União Soviética na corrida nuclear e gestão, posterior do acidente. “The immediate cause of the Chernobyl accident was a turbine test that went wrong. But its deeper roots lay in the interaction between major flaws in the soviet political system and major flaws in the nuclear industry.”

Chernobyl – History of a Tragedy é uma leitura compulsiva e necessária a todos os que se interessam pela história recente e o seu impacto nos dias de hoje. Repleto de acontecimentos chocantes, o livro consegue explicar, em linguagem simples e acessível, as especificidades que levaram ao acidente nuclear. Pelo meio, vai deixando questões sobre o futuro da energia nuclear no mundo “Most new reactors under construction today are being built outside the western world, which is known for the relative safety of its reactors and operating procedures.”

Classificação: 4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *